quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Curva Glicêmica

Com o Diabetes Mellitus tipo 2 sendo considerado uma epidemia global, é de fundamental importância a realização do Teste Oral de Tolerância à Glicose (TOTG), ou também chamado de Curva Glicêmica, naqueles que suspeitam de portarem a doença ou apenas como prevenção por outros que cuidam de sua saúde. Este teste é considerado o padrão-ouro para diagnosticar o Diabetes Mellitus, já que seu resultado é bastante confiável. Entretanto, mesmo tomando todos os cuidados necessários, testes realizados em dias distintos podem apresentar resultados conflitantes. Logo, a interpretação deve ser feita com bastante cautela e por um médico que conheça a história clínica do paciente.

O exame para detectar a glicose sanguínea é feito com o paciente em jejum e após ser submetido a uma sobrecarga de glicose, que consiste na administração de 75 g de glicose - em solução aquosa a 25% - por via oral, seguida de coletas seriadas de sangue, nos tempos 0 e 120 minutos, para a dosagem de glicose. Em crianças, administra-se 1,75 g/kg de peso corporal até a dose máxima de 75 g.

A sobrecarga de glicose depende da coleta basal. Coleta-se 1 mL de plasma para cada tempo da curva. Se a glicemia evidenciada na coleta em jejum for inferior ou igual a 140 mg/dL, realiza-se a sobrecarga (aplicando os 75 g de glicose oralmente), mas se a glicemia for superior a esse valor, o teste só continua com a autorização do médico assistente.

Este teste não necessita de autorizações médicas para ser realizado, caso a procura seja por laboratórios particulares. Contudo, em hospitais da rede pública, é necessário que o médico solicite o exame para o paciente, mas é evidente que isso ocorre apenas por questão de controle de gastos. Entretanto, em ambos os casos, é preciso realizar agendamento para sua realização.

A interpretação dos resultados acontece da seguinte maneira:
- Em jejum, o valor encontrado entre 100 e 125 mg/dL de glicose no sangue evidencia intolerância à glicose, também conhecida como pré-diabetes;
- Duas horas após a sobrecarga, valores inferiores ou iguais a 140 mg/dL indicam normalidade;
- Duas horas após a sobrecarga, valores entre 140 e 200 mg/dL de glicose no sangue evidenciam intolerância à glicose;
- Valor acima de 200 mg/dL encontrado após 120 minutos declara o diagnóstico de diabetes mellitus.

Para haver a realização de todo esse procedimento, é recomendado que o paciente tenha alguns cuidados: 3 dias antes da realização da prova, o paciente deve ingerir, ao menos, 150 g de carboidratos por dia; deve evitar medicamentos que interfiram no metabolismo de carboidratos; o paciente deve continuar exercendo suas atividades físicas habituais; durante o teste, o paciente deve manter-se em repouso e sem fumar; deve evitar bebidas alcoólicas dias antes do teste; não tomar laxantes e, caso tenha diarréias, adiar o exame; e deve estar em jejum a, pelo menos, 8 horas.

A curva glicêmica acontece, preferencialmente, pela manhã.

A dosagem de glicose, os tempos de coleta e os critérios de diagnósticos são diferentes para gestantes. Para elas, em uma primeira fase, faz-se a glicemia de jejum ou a glicemia de 1 hora após a ingestão oral de 50 g de glicose (sem necessidade de jejum prévio). Resultados de glicemia de jejum iguais ou acima de 85 mg/dL ou após sobrecarga maior ou iguais a 140 mg/dL são considerados positivos e com indicação de realização de TOTG. Na segunda etapa, a gestante que se enquadrou na primeira fase realiza o TOTG como uma pessoa não-gestante, administrando 75 g de glicose. Daí para frente, tudo funciona igual. Caso um dos limites de 125 mg/dL (coleta basal) e de 140 mg/dL (após 120 minutos) sejam ultrapassados, é diagnosticado a diabetes gestacional.




Referências:
http://www.diagnosticosdaamerica.com.br/exames/curva_glicemica.shtml
http://www.laboratoriobioclinica.com.br/exames/detalhes.aspx?idex=26
http://www.cidlab.com.br/ex_descr/curva_glicemica.htm
http://www.centralx.com.br/fmfiles/index.asp/::site_phr::/docs/Curva_glicemica/grafico_4.jpg
http://www.my-personaltrainer.it/salute/curva-glicemica.gif

17 comentários:

  1. Legal terem colocado este post sobre a curva glicemica. E' algo muito importante.

    MHL

    ResponderExcluir
  2. Os valores ficando acima de 200, mesmo o examinado tendo tido nos dias imediatamente anteriores, o uso de álcool e de alimentos sobrecarregados, apontam para um diagnóstico definitivo de diabetes?

    ResponderExcluir
  3. Oi,eu fiz um teste de curva glicemica,ai no jejum tive baixa,e depois de ingerir aqule liquido horrivel,baixou mais ainda,por que??
    Só sei q é ruim esse negocio ai..abraço

    ResponderExcluir
  4. tenho apenas 25 amos peso normal sempre pratiquei atividade física e uma alimentação balanceada, mais sempre verifiquei que em meus exames de glicemia os valores sempre eram acima do normal, fui ao endócrinologista que me pediu q fizesse este exame só q com com intervalos a cada 30 minutos e decobri que sou dibética , entrei aki para comparar meu exame ele estava com a razão estou péssima!

    ResponderExcluir
  5. FIZ UM EXAME.
    RESULTADO MÉDIA 260.
    GOSTARIA DE SABER COMO FAÇO AQORA.

    ResponderExcluir
  6. esta sendo de grande serventia p/ mim,estas informações sobre curva glicêmica,no momento em que eu estou tentando entrar na área laboratorial>valeu!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. quem tem certeza que é diabético pode fazer esse exame injerindo este líquido doce desce jeito?

    ResponderExcluir
  8. fiz esse exame de tomar o liquido e a sobre garga deu 197,sou diabética.

    ResponderExcluir
  9. elaine eu fiz esse exame nossa que liquido horrivel ,quase vomitei na clinica.

    ResponderExcluir
  10. Eu ao contrario sempre faço e sempre aponta Hipoglicemia minha glicose é sempre abaixo de 55

    ResponderExcluir
  11. quero saber se o meu ressultado de curva glicemica estar normal

    ResponderExcluir
  12. Olá sou gestante de 2 meses e meio e minha médica pedio para fazer esse exame,em jejum deu na primeira 80
    depois que tomei aquele liquido horrivel deu 114
    131 e por ultimo 124 to nos parametros normais ou sou diabética????

    ResponderExcluir
  13. fiz o exame e deu 67 mg/dl de jejum antes do liquido e depois 45 mg/dl o que pode vir a significar?

    ResponderExcluir
  14. Que interpretação poderá ter a minha curva: 84 jejum, 85 e 89 a terminar? Tenho sintomas de hipoglicémia enquanto faço desporto. Já fiz vários testes ao coração com provas de esforço e sempre vem a crise de hipoglicémia quando termino de correr.

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do esclarecimento. Sou diabético ha mais de 30 anos. Controlar o diabetes é um desconforto enorme, mas eu o faço com muito rigor. Discordo da sociedade médica internacional quando imaginaram que entre 100 e 125 mg/dl de glicose é pré-diabetes. Não é! A partir do instante em que o sistema endócrino do indivíduo inicia a perda das características da normalidade não há mais retorno! O diabetes II é uma doença incurável, progressiva, mas perfeitamente controlável Sou diabético há mais de 30 anos. Com 95 mg/dl em jejum meu médico mandou cortar o açúcar.Com pouco mais de 100 mg/dl acrescentou dieta alimentar; Quando, com as recomendações feitas minha glicose continuou a subir, entrei nas "glibenclamidas", meio comprimido no almoço e meio no jantar. Posteriormente um inteiro (5 mg) no almoço e outro no jantar. Atualmente foram acrescentadas as metforminas. Primeiro um comprimido (500 mg XR), depois dois e agora três ao dia. A partir do instante que esse equilíbrio glicêmico perde as características da normalidade, você já estará diabético, não importa se é pelo cansaço das ilhotas de Langerhans com diminuição da produção de insulina, ou intolerância ao açucar pelo sistema imunológico, ou ainda pelos dois. Diabetes não é tão ruim. Chacrinha teve Chacretes, a Xuxa tem as Xuxetes, outros têm paniquetes e eu tenho as diabetes! Ah, tenho 81 anos de idade.

    ResponderExcluir
  16. o meu deu 85 mg/dL antes de tomar o liguido , estou com diabete gestacional ? me ajudem :/

    ResponderExcluir